23 de abr de 2009

horizontes


olhar para o infinito é um privilégio
um privilégio que nos permite perceber
perceber que somos limitados
que imaginamos enxergar o horizonte
mas que o horizonte nunca é visto
como os prédios que limitam a visão física
nossos pensamentos medíocres nos impede de ver além
enxergar é mais que ver, que está além de olhar
nossas ideias vazias bloqueiam nossa visão do que está adiante
quando libertos do que nos limita, somos capazes de enxergar
e enxergar as coisas exatamente como elas são
sentar na areia da praia e, enquanto o sol torra os cabelos ao vento
assistir às linhas perderem-se no horizonte
ver a visão perder o foco até perder-se completamente
esvaziar-se de qualquer limitador
e, então, perceber que existe um infinito muito além dos prédios das grandes cidades
e dos pensamentos que te limitam e te bloqueiam

escrito a quatro mãos com andrérnica

12 de abr de 2009

fuga

quando você nasce com o buraco
não importa onde vá
não importa o que faça
não importa onde esteja
não importa com quem esteja
não importa o quão feliz você pareça
ele está sempre lá
um vazio imenso ocupando a alma
transformando todos os pensamentos
(por infinitamente bons que eles pudessem parecer)
em dor e desespero
quando ele está lá
(e sempre esteve)
a consciência de tudo é mais aguçada
a dor do mundo está dentro de você
não importa onde vá
não importa o que faça
não importa onde esteja
não importa com quem esteja
não importa o quão feliz você pareça
ele está sempre lá

mas, às vezes, a gente sabe que fugindo um pouquinho a coisa pode ser menos pior
eu sempre fujo
tomo calmantes e antidepressivos
e, assim, eu consigo dormir
agora estou colocando os calmantes e os antidepressivos na mala
pretendo não precisar deles enquanto estiver fugida
vou fugir do caos e da cidade grande
vou pro mato, pra praia
ver a lua cheia das pedras à beira mar
ouvir o canto dos pássaros silvestres e o barulho dos insetos
caminhar com os pés na água do mar
cozinhar, limpar, amar
vou fugir só um pouquinho
pra ver se o vazio me esquece um pouco
pelo menos durante uma semana